Adotei e agora? Dicas para os primeiros dias do cãozinho em casa

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 

 
 

É difícil resistir àquele olhar carente e ao status de cãozinho abandonado dos animais de abrigos. Afinal, a gratidão desses bichinhos se transforma em um amor e em uma fidelidade tão grandes, que é quase impossível não se apaixonar. Mas quem já adotou, sabe: os primeiros dias da mascote na casa nova são sempre um desafio - tanto para o cachorro, quanto para o dono. Pensando nisso, a veterinária Cristiane Vaslin elaborou sete dicas simples, mas que fazem a diferença no período de adaptação dos adultos e filhotes adotados.

1 - Não importa a origem, raça ou idade: todo cãozinho exige dedicação e paciência dos donos para a adaptação à nova rotina.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima

 

Anterior
 
 
Com ou sem raça, adotados ou não, filhotes ou adultos, todo cachorrinho exige paciência e dedicação, bem como atenção, carinho, brincadeiras e boas doses de amor. Tudo isso se intensifica ainda mais nos primeiros dias do animal no novo lar. Por isso, se possível, tente levar o bichinho para casa em um final de semana, quando terá mais tempo para dedicar a ele (se for durante a manhã, melhor ainda, pois assim ele terá todo o período diurno para conhecer o ambiente).
 

2 - Assuma a liderança como dono e não trate o cão com dó.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 
 
 

É bem comum sentir pena da história de vida do animal adotado. Não raro, muitos deles viveram em péssimas condições, sofreram maus tratos e/ou foram abandonados por seus antigos donos. Porém, a veterinária Christiane Vaslin alerta: “deixar de brigar por só pensar no passado do cachorro pode fazer com que o animal cresça aprendendo coisas erradas”. Ela diz que, desde o primeiro dia do cãozinho em sua nova casa, broncas devem ser dadas quando necessário para que a mascote não fique mal acostumada e repita um comportamento ruim posteriormente. A médica diz que palavras curtas são ideais ao invés de frases longas,  “mesmo porque eles não vão compreendê-las”. Christiane também aconselhou: “o tom de voz é muito importante para dominar o animal, deve-se falar firme com ele, mas sem soar agressivo”.

3 - Deixe o cão explorar o ambiente, mas defina os locais que ele pode ir ou não.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 
 
 

Os primeiros dias são aqueles momentos de adaptação tanto para os donos quanto para os novos integrantes da casa. Por isso, é importante deixar o cachorro explorar seu novo lar e conhecer um pouco mais do ambiente que viverá dali em diante. Deixe ele andar por todos os cômodos, conhecer as pessoas que moram no lugar, se familiarizar com cheiros e eleger seus lugares preferidos.

“Mostre para ele o lugar de beber água e comer, fazer as necessidades, dormir… Mostre ao animal que ele tem um canto para si, deixe ele conhecer a casa”, aconselha Christiane. Porém, ela alerta que isso não significa dar liberdade para o cãozinho bisbilhotar locais não adequados. Desde o primeiro dia, ele deve saber o que pode ou não fazer em seu novo lar.

 

4 - Acostume o cão a urinar e defecar em um único local.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 
 
 

Seja adulto ou filhote, em geral, os cães têm dificuldade em defecar nos locais adequados nos primeiros dias de casa nova. “o filhote não sabe nada, então você acaba ensinando tudo pra ele: o que é certo e o que é errado”, explica Christiane. “Já quando é um cão adulto, você não sabe o que ele já tá acostumado a fazer. Então você mesmo ensina o que pode e o que não pode”, completou a veterinária.

Para determinar o local certo, Christiane aconselha dar broncas sempre que o animal errar o lugar - para que ele nunca ache que acertou quando estiver errado. A doutora ensina um método fácil de educar os cãezinhos: basta forrar a área com jornais um pouquinho umidecidos com a urina do próprio cão. Ele será atraído pelo seu próprio cheiro até o local e, com o costume, não necessitará mais dos jornais.

5 - Realize uma boa caminhada com o cachorro pela vizinhança.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 
 
 

Logo que possível, se o cão já tiver recebido todas as doses das vacinas necessárias, realize uma boa caminhada com o cachorro pelo seu bairro. Assim como quando os cachorros antigos migravam com as matilhas, guiados pelo líder, um bom passeio com seu novo amigo fortalecerá bastante o elo entre vocês, ao estreitar os laços de companheirismo, e deixará ainda mais claro, para o animal, o seu papel de liderança na relação entre cão e dono.

6 - Dicas para cães com dificuldade de dormir: bichinhos de pelúcia e peças de roupa.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 
 
 

A hora de dormir dos cães novatos pode ser um verdadeiro pesadelo. Enquanto a ausência da mãe e dos irmãos é bastante sentida pelos filhotinhos, os cães adultos podem ficar extremamente inseguros no novo ambiente e acabarem demorando bastante para se acostumar ao novo lar.

Para acalmar o cachorro e ajudar a aliviar o estresse, Christiane dá uma dica para filhotes: “você pode colocar uma pelúcia junto com o filhote ou uma roupa com o seu cheiro, como uma blusa velha”. Enquanto a pelúcia agirá como um “irmãozinho” para o animal, a roupa com o seu cheiro o deixará com a sensação de aconchego. Ela garante que isso funciona: “já que, às vezes, eles choram de noite porque estão sozinhos e quando você coloca a mão, eles já se acalmam”.

7 - A adaptação aos outros animais da casa.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 
 
 

A chegada do cãozinho adotado ao novo lar pode parecer um pouco mais complicada, principalmente, se já existirem outros animais na casa. Para uma convivência harmoniosa, o primeiro passo é verificar se tanto o cachorro novato quanto os outros bichos estão com a vacinação em dia e livres de pulgas e carrapatos - isso vai prevenir possíveis visitas inesperadas ao veterinário.

Depois, é hora de reservar um tempinho para a o processo de adaptação tanto da nova mascote quanto dos antigos. “Para os cães ‘donos’ da casa, o outro cachorro é um intruso, então eles vão querer dominar. Por isso tem que tomar cuidado para os outros não o morderem e criarem uma briga”, alerta Christiane. Para ela, o ideal é que a aproximação seja feita devagar e com supervisão integral dos donos: “quando se tem outros animais é bom, no primeiro dia, evitar o contato direto. Deve-se ir aos poucos porque você não sabe se eles vão brigar ou não”, disse. “No primeiro encontro você tem que tomar cuidado: ou colocar o cachorro novo na coleira, ou deixá-lo em um outro ambiente, como um jardim, para eles se verem mais de longe”, aconselhou a doutora.

 

8 - Lembre-se que a maioria dos maus comportamentos de um cão tem origem nos hábitos do dono.


Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 
 
 

Antes de se perguntar porque o seu cãozinho está agindo de determinados modos, lembre-se que quem o educa é você. As atitudes dele são reflexo das suas e, por isso, exercer liderança e ser rígido quando necessário são práticas extremamente importantes na educação de um animal. Cabe ao dono definir que tipo de disciplina exigirá do cachorro e, consequentemente, o comportamento que espera do seu bichinho de estimação.

9 - Retribua com muito carinho e atenção todo o afeto que o cãezinho te der.

Os primeiros dias do seu novo pet em casa podem ser determinantes no comportamento do cãozinho mais tarde. Confira algumas dicas para tornar a adaptação de adultos e filhotes adotados mais simples - 1 (© Shutterstock)
Próxima
Anterior
 
 
 

“Amor nunca é demais, nem em gente nem em bicho!”, disse Christiane. E é o amor que você direcionará ao seu bichinho que, certamente, mais o ajudará no processo de adaptação à nova vida. Ao adotar um animal de estimação, você assinou um termo de compromisso e responsabilidade sobre outra vida - e deve lembrar-se disso sempre. Tenha paciência para educar, seja duro quando necessário, mas, principalmente, retribua com bastante carinho e amor todo o afeto que os cãezinhos te dão. “Dar amor, carinho, brincar, dar atenção, pegar no colo… Pode fazer isso a vontade!”, recomendou a doutora.

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers